5 de mai de 2008

NINGUÉM TROPEÇA EM MONTANHAS

ABRAHAM SHAPIRO

Tia Rifka era a melhor doceira que todos já viram. Fazia bolos e tortas incríveis, sempre em cima de uma mesa de madeira - com o tampo esbranquiçado - onde uma gaveta que trazia trancada continha um papel velho, amarelado e manchado de gordura. Ela o lia todas as vezes que iniciava uma jornada culinária. Em seguida, voltava a guardá-lo na gaveta, trancava-a e escondia a chave.

Todos eram convictos de que o papel continha um grande segredo da cozinha.

Quando tia Rifka faleceu, a primeira coisa que as mulheres fizeram foi correr e arrombar a gavetinha da mesa. Queriam verificar, enfim, qual era a regra fabulosa inscrita naquele antigo papel. A decepção foi dramática. O que estava escrito nele? “Para se fazer um delicioso bolo, nunca se esqueça da farinha, do açúcar e do fermento”.

Nós, seres humanos, sempre tropeçamos em pedras. Nunca em montanhas. Não são as coisas grandes que nos fazem cair, mas as menores, os detalhes, os pontos que nos fogem à vista.

Nas relações humanas isto se confirma. Onde o convívio é difícil? Não, necessariamente em divergências sobre assuntos elevados e essenciais, mas nas besteiras da rotina.

Nada é mais importante que um detalhe. Sabe porque? A vida é feita de detalhes.

Quem deseja equilíbrio, não deve ficar olhando para montanhas como se fossem obstáculos. Se olhar para o chão, irá descobrir o que, realmente, pode fazê-lo tropeçar.

Na vida - tal como nos doces e bolos - a lição de tia Rifka é sábia e profunda: há de enfrentar um problema realmente difícil quem se esquecer das coisas mais simples e triviais - como a farinha, o açúcar e o fermento.
______________________

Abraham Shapiro é consultor e coach de líderes. Sua filosofia de trabalho, em uma só palavra, é: simplicidade. Contatos: shapiro@shapiro.com.br ou (43) 8814 1473