21 de mai de 2008

ANTES DE JULGAR, CONHEÇA (TODAS) AS CIRCUNSTÂNCIAS

ABRAHAM SHAPIRO

Julgar é algo muito sério. Se apenas comprometesse a quem julga, não teria problema. Mas, não poucas vezes, determina o futuro de quem é julgado.

Nunca se deve decidir sem o mais completo conhecimento possível.

Imagine que você esteja assistindo a uma corrida de 100 metros rasos disputada por dois atletas. Um deles bate o recorde mundial com 9,3 segundos. O outro cruza a linha de chegada 10,7 segundos depois.

Tudo parece muito claro. O primeiro é um sucesso, um recordista. O segundo poderia até ser o prefeito de Fracassópolis, no estado de Derrotadópolis. Vinte segundos??? É mais que o dobro do tempo do primeiro lugar!

E se, agora, você soubesse que o atleta que chegou em último teve poliomielite e ficou impedido de andar até a adolescência? Passou anos de dores e depressão com árduos exercícios e fisioterapia até, finalmente, conseguir andar. Depois, dedicou cada minuto de seus dias ao sonho de ser um corredor até ser classificado para esta corrida?

O que lhe parece agora? Você não vê as coisas por outra perspectiva?

Sabendo “como” este segundo atleta chegou até aqui, você não tem maior respeito por ele? Imagino que tenha admiração e até o aplauda.

Esta mudança de percepção ocorre sempre e em todas as situações que buscamos o maior conhecimento possível antes de emitir um veredicto.

Não há nada melhor do que aprofundar o conhecimento das circunstâncias antes de decidir. Isto é luz! Aí está a diferença entre o sábio e o idiota, entre o que tem visão e o cego – inconseqüente e imediatista.

Não caia na armadilha de se achar o tal quando for preciso julgar. Portanto, estude o caso de todos os ângulos possíveis e, então, acerte na sua escolha.
______________________

Abraham Shapiro é consultor e coach de líderes. Sua filosofia de trabalho, em uma só palavra, é: simplicidade. Contatos: shapiro@shapiro.com.br ou (43) 8814 1473