23 de jul de 2014

O QUE FAZER COM FUNCIONÁRIOS 'PAPUDOS'

ABRAHAM SHAPIRO

Escute essa.
Um novo e curioso dispositivo foi criado pela Hitachi – empresa de eletrônicos –, com um objetivo bastante interessante. Sabe qual? Seguir, conhecer e registrar todos os passos dos funcionários. É o que publicou o jornal Daily Mail.
Hitachi Business Microscope
O nome do sensor é Business Microscope e consiste num crachá de identificação com um chip embutido capaz de rastrear a localização exata do funcionário dentro do escritório, registrar suas conversas com outros membros da equipe e, a mais, o tempo que ele ficou no banheiro durante o dia.
O dispositivo envia os dados das conversas ao chefe por meio dos chips, que se sincronizam quando são aproximados.
Além disso, quando os sensores se aproximam, eles gravam sinais do rosto e do corpo do funcionário.
A Hitachi publicou um comunicado afirmando que a tecnologia foi projetada para aumentar os níveis de eficiência no local de trabalho e ajudar os empregadores a perceberem problemas que passam despercebidos.
O que a empresa espera com isso é descobrir quais empregados passam o dia vagando sem rumo pelo escritório fofocando com os amigos.
Tenho impressão de que lá no Japão, como no Brasil ou em qualquer país do mundo, ninguém quer ter funcionário de “papo para o ar”. E isso tem demais, em toda empresa.
O que fazer a respeito até que não tenhamos ferramentas como esta liberada para uso por aqui? O meu conselho é: reposicione os objetivos da função do funcionário vadio, supervisione-o ao máximo ou então... demita-o!
______________________ 

Abraham Shapiro é consultor e coach. Sua filosofia de trabalho, em uma só palavra, é "simplicidade". É autor do livro "Torta de Chocolate não Mata a Fome". E-mail: shapiro@shapiro.com.br Fone: 43. 8814.1473