15 de fev de 2012

GANHE COM O PERÍODO DE EXPERIÊNCIA DE FUNCIONÁRIOS

ABRAHAM SHAPIRO
O livro “O Gerente Minuto” é uma referência bastante confiável sobre a gestão de pessoas. Um dos trechos que mais retratam a realidade do processo de contratação de funcionários, diz o seguinte: 
“Na maioria das empresas, quando você pergunta às pessoas o que elas fazem e daí faz a mesma pergunta aos seus chefes, você obtém duas listas de respostas diferentes. Na verdade, em algumas empresas em que trabalhei, se aquilo que eu pensava serem minhas responsabilidade fosse o mesmo que o meu chefe pensava, isso era pura coincidência. Depois, eu me metia em enrascadas por não ter feito o que eu nem mesmo sabia que era minha função”.
Período de experiência é o tempo que todas as empresas têm para verificar se a seleção que fizeram de qualquer candidato a uma vaga foi acertada. É o prazo propício para treinar o recém-contratado e ajustá-lo à sua filosofia e princípios, assim como ao nível de compromisso esperado dele. Em geral, esse período dura de um a três meses.
Mas o que é preciso ser feito no período de experiência?
A primeira obrigação da empresa é apresentar ao funcionário uma descrição clara do cargo que ele ocupará. Aí também se encaixa o panorama das práticas de negócios e de seus procedimentos gerais. Devem-se agendar todos os treinamentos necessários que ajudarão o funcionário a cumprir os requisitos, além de se explicar a ele como e quando  será avaliado.
Muitas empresas não chegam nem perto de fazer isto. Mesmo com toda boa intenção de seus RH´s, acabam ficando só na vontade.
Reflita sobre como anda a sua e corrija o que estiver errado. A começar pelas ações com os funcionários em experiência.
E para concluir este boletim, vai aqui mais um trecho do Gerente Minuto para seu deleite:
“A maioria dos gerentes sabe o que quer que seu pessoal faça. Mas  simplesmente não se dão ao trabalho de dizer isso de uma maneira que eles entendam. Supõem que já deveriam saber. Como resultado, os funcionários trabalham o mínimo possível. E esse é o problema, hoje, com a maioria das empresas. Seu pessoal realmente não produz nem quantitativa, nem qualitativamente. E grande parte desse desempenho medíocre no mundo dos negócios deve-se simplesmente ao mau gerenciamento de pessoas.”
______________________ 


Abraham Shapiro é consultor e coach de líderes. Sua filosofia de trabalho, em uma só palavra, é: simplicidade. Contatos: shapiro@shapiro.com.br ou (43) 8814 1473