29 de ago de 2014

FAZER O QUE SE FALA É O QUE ATRAI CLIENTES

ABRAHAM SHAPIRO

Existem dois tipos de empresas: as coerentes e as que se mantêm à custa de maquiagem e propaganda enganosa.
Transformações, hoje, são velozes. E a capacidade de mudar tornou-se uma prioridade nas organizações. Porém, isto exige coerência.
Pense, por exemplo, nos produtos Nestlé. Compare-os com qualquer concorrente. Qual das duas marcas você aposta que despertará nível mais alto de confiança no consumidor? Qual das duas "se vende" ao comprador do supermercado sem grande esforço de persuasão? Por qual dessas duas marcas você acha que o consumidor estaria disposta a pagar um pouco mais em troca de benefícios?
A resposta a todas essas perguntas nos obriga a olhar para um fato incontestável: a garantia de qualidade que a Nestlé faz questão de divulgar em toda sua comunicação. Mas não para aí. Os consumidores dos produtos Nestlé constataram esta qualidade na prática e viram que a propaganda é verdadeira, já que a estratégia da empresa tem sido comunicar este benefício da forma correta, ao longo de décadas.
É amplo, eu concordo. Porém, é simples.  Nada tem a ver com aquela complicação mirabolante que muitas agências de propaganda inserem em seus projetos a fim de aumentar ou justificar seus ganhos.
O princípio é a coerência, a harmonia entre falar e fazer.
Mais do que vender, preocupe-se em ser coerente, pois quem vende uma mentira, só o fará uma vez. E cliente, por definição, é aquele que volta para comprar.
______________________ 

Abraham Shapiro é consultor e coach. Sua filosofia de trabalho, em uma só palavra, é "simplicidade". É autor do livro "Torta de Chocolate não Mata a Fome". E-mail: shapiro@shapiro.com.br Fone: 43. 8814.1473