8 de ago de 2014

CRÍTICAS E FEEDBACKS NEGATIVOS

ABRAHAM SHAPIRO

 - “Tenho medo de críticas”, a jovem engenheira contou-me, após longa conversa em que eu buscava entender a razão dela dar-se tão mal com seu gerente.
E eu lhe disse:
- “Se você deseja ser grande profissional, apronte-se para suportar o peso de toneladas de críticas e a multiplicação de inimigos. Aprenda a lidar com isso”.
Ela se surpreendeu, pois desejava é que eu a consolasse e a tratasse como “coitadinha”.
É difícil, mas aprender a selecionar ou separar o tipo de crítica que você deve aceitar da que você deve descartar é vital para a sobrevivência profissional de qualquer indivíduo.
É claro que nem toda crítica é útil. Mas posso afirmar que as críticas úteis não podem nos derrubar ou enterrar na lama.
Pense, por exemplo, na vexatória derrota brasileira contra a Alemanha na recente Copa do Mundo e aquele inexplicável placar de 7 a 1.  Não há palavras para aquilo. Críticas severas ainda circulam a mídia –  justas e injustas.
Para lidar com os feedbacks negativos que surgem ao longo de qualquer carreira, é decisivo ter bom preparo emocional. Eles magoam, é claro. E negar a mágoa que eles causam é impossível.
Frente a críticas é comum que o indivíduo busque justificativas e transfira responsabilidades.  Isso é comum por aqui. A educação ocidental não ensina a assumir a culpa pelo mal que nos ocorre. E, para agravar, a frouxidão das regras da cultura brasileira contribuem para essa tendência.
Mas assumir a parcela pessoal em um fracasso é essencial para que se extraia algo de útil.
Portanto, não deixe que o medo da crítica o impeça de prosseguir nas suas buscas pessoais. Você não tem que agradar a todos. Desejar isto é o jeito mais rápido de fracassar. A missão da vida é crescer e autodesenvolver-se.
Quando pertinente, franco e relevante, mesmo o feedback mais negativo deve ser absorvido, refletido e transformado num plano de correção pessoal de desenvolvimento. Tem de se tornar um grande incentivo. Isto é profissional! E não chorar pelos cantos.
______________________ 

Abraham Shapiro é consultor e coach. Sua filosofia de trabalho, em uma só palavra, é "simplicidade". É autor do livro "Torta de Chocolate não Mata a Fome". E-mail: shapiro@shapiro.com.br Fone: 43. 8814.1473