24 de out de 2012

CRENÇAS, PRECONCEITOS E POTENCIAIS DESGRAÇAS

ABRAHAM SHAPIRO

Há poucos dias, li algo que a princípio me chocou. Depois, refleti e entendi que o autor podia não estar enganado. Ele falava sobre as nossas crenças.
Nossos pensamentos e comportamentos são essencialmente formados por crenças. Tudo o que julgamos, avaliamos e sonhamos baseia-se em crenças. Elas são conhecimentos e convicções que adquirimos na vida. São os conceitos que desenvolvemos, informações que armazenamos de todas as fontes, princípios que chegam através da religião, dos costumes e hábitos, superstições e também pela cultura em que crescemos.
O livro que eu li afirmava que 95% de nossas crenças são mentiras.
O número pode não ser este, mas depois de quase 25 anos de vida profissional intensa – incluindo aí consultoria e coaching –, não posso discordar de que muitos dos nossos sofrimentos – quando não todos – têm sua raiz nas nossas crenças.
Sofremos por coisas que achamos serem verdadeiras sem jamais constatar se realmente são.
Desconhecendo a realidade, sem nenhuma visão dos fatos, acabamos deduzindo coisas e, no nosso espaço mental, no recôndito da nossa vida, tudo se transforma num filme em que acreditamos incondicionalmente. Em seguida, relacionamentos se abalam ou se arruínam, perdemos oportunidades,  doenças da alma ou do corpo nascem, e colhemos outras tantas consequências danosas deste processo.
Esta semana, um fulano qualquer fez considerações generalizadas sobre a profissão do consultor no facebook. Após saber que ele é um autêntico fracassado e com sérios problemas de ajuste em seu próprio ofício, entendi que suas críticas se tratavam de um recalque pessoal, um ataque originado em alguma de suas crenças torpes. O tolo generalizou a todos consultores alguma mazela que ele tenha observado em um consultor específico. Sua crença idiota transformou-se num preconceito. Ao tornar seu sentimento público através da Rede Social, mostrou ao mundo sua irresponsabilidade.
Que tal passarmos as nossas crenças a limpo analisando uma por uma?
Não posso afirmar que o autor do livro que li esteja certo. Mas também não duvido de que há gente demais sofrendo neste mundo em consequência de crenças que lhes são tão reais quanto o são o bicho papão ou a mula sem cabeça.
______________________ 

Abraham Shapiro é consultor e coach de líderes. Sua filosofia de trabalho, em uma só palavra, é simplicidade. É autor do livro "Torta de Chocolate não Mata a Fome - Inspirações para a Vida, o Trabalho e os Relacionamentos", Editora nVersos, 2012. Contatos: shapiro@shapiro.com.br ou (43) 8814 1473