26 de out de 2012

COMO CONSEGUIR QUE AS DECISÕES SEJAM CUMPRIDAS

ABRAHAM SHAPIRO


Durante a Segunda Guerra Mundial, foi feito nos Estados Unidos um trabalho destinado a familiarizar as mães de crianças entre dois e seis anos de idade com uma alimentação mais adequada. Verduras frescas estavam em falta. Por isso procurou-se levar as mães a incluírem óleo de fígado de bacalhau e suco de laranja na alimentação dos filhos.
Qual seria a melhor maneira de convencer estas mães a adotarem o novo regime alimentar? Os especialistas experimentaram dois métodos diferentes de instrução. Separaram as mães envolvidas em dois grandes grupos.
As do grupo número 1 foram levadas a ouvir uma simples palestra proferida por um nutricionista, com vinte minutos de duração.
As mães do segundo grupo foram divididas em subgrupos de seis. Cada subgrupo foi submetido a uma palestra de dez minutos e, em seguida, elas tiveram mais dez minutos dedicados à discussão do assunto que acabava de ser exposto.
Constatou-se que somente 40% das mães que tinham ouvido a palestra de vinte minutos decidiram alimentar os filhos pela forma recomendada. Já nos subgrupos que tiveram a oportunidade de discutir o assunto, a adesão ao novo regime chegou a 90%.
Isso nos faz refletir sobre o modo como instruímos os nossos colaboradores em suas tarefas e incumbências no trabalho.
Antes de qualquer decisão a ser tomada unilateralmente sobre as equipes de funcionários, analise a possibilidade de conhecer as diferentes opiniões dos integrantes. Isto lhe permitirá antever potenciais conflitos.
Divergências nem sempre dizem respeito apenas ao modo como os objetivos deverão ser buscados. Opiniões sobre os próprios objetivos podem diferir e se tornar empecilhos. É fácil entender. Antes de chegar a um acordo com o seu marido ou a sua esposa sobre a maneira mais rápida de chegar ao cinema ou ao restaurante, você deve decidir se querem assistir a um filme ou ir jantar.
Por analogia, disto também depende a eficiência e a eficácia do seu pessoal no trabalho.
______________________ 

Abraham Shapiro é consultor e coach de líderes. Sua filosofia de trabalho, em uma só palavra, é simplicidade. É autor do livro "Torta de Chocolate não Mata a Fome - Inspirações para a Vida, o Trabalho e os Relacionamentos", Editora nVersos, 2012. Contatos: shapiro@shapiro.com.br ou (43) 8814 1473