13 de jul de 2008

VOCÊ QUE ESTÁ DORMINDO, ACORDE!

ABRAHAM SHAPIRO

Você desperta a sua esposa às 7 da manhã. Volta cinco minutos mais tarde e se dá conta de que ela continua dormindo. Você a chama outra vez: “Amor, levante-se!”. Ela abre um pouco os olhos e diz: “Já, já” – e dorme novamente.

Já lhe aconteceu isso alguma vez? Infelizmente, mais do que uma situação comum do dia a dia, esta é a mais real descrição do modo como muitos de nós levamos a vida. Em certos momentos decidimos: “Não posso perder mais tempo. Cheguei até aqui. A partir de agora vou passar a ser mais enérgico comigo mesmo e buscar melhores resultados”. Uma hora mais tarde, já nos esquecemos, e tudo continua a ser como antes.

O desejo de viver a vida em plenitude é “a luta contra o sono”. Em um nível mais profundo, viver significa “despertar para a vida”. Mas será que somos mesmo capazes de nos manter alertas por mais tempo que um momento muito efêmero?

Dormir tem um lado positivo. Nosso corpo necessita do sono como fonte de recursos para seu funcionamento. O sono é regenerativo. Alivia a tensão, ajuda a curar males físicos e emocionais, é um meio de recarregar as baterias para mais um dia de crescimento. Mas dormir demais pode ser tão prejudicial quanto comer ou beber demais.

Alguma vez você despertou às 4 da manhã para um programa diferente? Uma ida ao campo, por exemplo. Você estava desperto e excitado para isso mesmo tendo dormido menos que o normal. O que lhe dava tanta energia? O valor e o entusiasmo que a situação inspirava – a expectativa, o desejo de usufruir de algo gostoso e convidativo.

Agora pense: se a vida é chata, você terá mais vontade de dormir. O sono neste caso é uma fuga. Por outro lado, quem ama a vida não quer ir logo para a cama e lá passar horas e horas. Fica acordado até que tenha sono. Só então vai dormir e acorda como um leão no dia seguinte.

Não será este o segredo? Ver com excitação e alegria as coisas que parecem chatas ou monótonas?

Observe as crianças. Desde o momento em que um bebê abre os olhos, está acordado como uma bala. Mais um dia, novas aventuras, muito a descobrir. “Por favor, alguém me tire logo do berço!!!”

Para capturar este sentido de viver, é preciso ter foco no sentido da existência. Buscar ficar fascinado com tudo o que compõe a vida. Dar um significado a tudo e desenvolver a habilidade de gerar alegria ao invés de ficar esperando que a vida passe – emocionar-se, criar expectativa positiva, ficar alerta e consciente sobre tudo.

Conta-se que um sábio tinha o poder de ver o futuro. Um garoto metido a sabichão decidiu desmascará-lo por ocasião de sua visita ao pequeno vilarejo onde vivia.

O moleque bolou um plano. Chegaria ao homem com as duas mãos para trás, segurando um pássaro. Perguntaria a ele: "O que eu tenho nas mãos?" Se ele respondesse: "um pássaro", o garoto diria: "e está vivo ou morto?" Se o sábio dissesse "vivo", ele quebraria o pescoço da ave e a jogaria no chão. Se dissesse "morto", soltaria o pássaro para que voasse e, de qualquer jeito, deixaria o sábio ridicularizado diante de todos.

O garoto pôs o arrogante plano em prática. Chegou diante do sábio, com as mãos atrás das costas, e lhe perguntou: “O que é que eu tenho em minhas mãos?”

O sábio respondeu: “Um pássaro”.

“Está vivo ou morto?”

O sábio deu uma boa olhada no garoto e então respondeu: “Isto depende de você!”


Todos nós somos este garoto sabichão. Temos nas mãos a decisão de como conduzir nossa vida. Contudo, ficamos mais tempo dedicados a impressionar os outros e preocupados com o que pensam do que em fazer o melhor que podemos e, assim, cumprir nossa missão com valor, realização e seriedade.

Você anseia dormir? As responsabilidades lhe deixam “para baixo”? Quer logo cair na cama e esconder-se debaixo das cobertas? Mexa em suas crenças. Mude sua relação com a vida. Comece acreditando que há razões reais porque é bom estar vivo. E se viver é bom, pare, então, de fugir. Acorde logo. Há muito que viver quando se está vivo e acordado.
______________________

Abraham Shapiro é consultor e coach de líderes. Sua filosofia de trabalho, em uma só palavra, é: simplicidade. Contatos: shapiro@shapiro.com.br ou (43) 8814 1473