3 de dez de 2014

UM EXEMPLO A CONHECER E A SEGUIR

ABRAHAM SHAPIRO

Dias próximos passados, tivemos a triste notícia do falecimento do fundador da Casas Bahia, o Sr Samuel Klein, aos 91 anos, um querido amigo pessoal com quem aprendi muito da vida, de D-us e dos negócios.
De família Judia, sofreu barbaramente com a perseguição nazista.
Veio ao Brasil com cerca de 6 mil dólares com que comprou uma casa e uma carroça que veio junto com um cavalo e, mais importante, com uma lista com 200 fregueses do mascate que passou o negócio adiante.
Com esse princípio precário e sem falar português, seu Samuel começou a revender cobertores e toalhas aos nordestinos imigrantes que chegavam aos milhares ao ABC paulista para o trabalho na construção civil.  
Em 1957, com sua clientela inicial multiplicada por dez, Klein decidiu abrir “o primeiro loja”, como ele mesmo falava. Os fregueses, chamados de “baianos” pelos paulistas, deram o mote para o estabelecimento: Casa Bahia. Em breve teria de passar para o plural devido ao número crescente de lojas.
Nas décadas seguintes, as Casas Bahia se espalharam por onze Estados, num total de 550 lojas em que chegaram a trabalhar cerca de 35 mil pessoas.
Samuel tornou-se o rei do comércio varejista popular. A cadeia se expandiu graças, também, aos pesados investimentos em publicidade - algo em torno de 3% do faturamento – chegando a anunciar mais do que o governo federal.
Em 2009, com várias aquisições seguidas, as Casas Bahia, já então sob a gestão do primogênito do seu Samuel, venderam o controle da empresa para o Pão de Açúcar.
Samuel Klein gostava do mar. Desfrutava dele a bordo de um iate. Salvo essa extravagância, era um homem simples. Costumava trabalhar de sandálias franciscanas e camiseta polo. Por mais de cinco décadas teve dedicação total às Casas Bahia e é, sem dúvida alguma, um exemplo de quanto o foco nos negócios melhora demais as condições de se conseguir sucesso.
______________________ 


Abraham Shapiro é consultor e coach, com especialidade em Sucessão em Empresas Familiares como facilitador da relação entre sucessor e sucedido para que o processo transcorra em paz e com ampla capacitação do sucessor, e Gestão - orienta a empresa para organizar-se de modo a corresponder às necessidades de seu posicionamento no mercado.  É autor do livro "Torta de Chocolate não Mata a Fome". Contatos: shapiro@shapiro.com.br ,  cel: 43. 8814.1473