12 de fev de 2013

O COMPORTAMENTO NA EMPRESA E AS LIÇÕES DO FACEBOOK

ABRAHAM SHAPIRO


Fiquei surpreso com uma matéria publicada em recente edição da revista Veja com uma pesquisa científica sobre o comportamento das pessoas no Facebook.
O estudo revelou que para muita gente o Facebook é uma fonte permanente de frustração e angústia. Há depoimentos intrigantes como o de uma jovem que estudava em Milão, Itália, e quando publicava suas fotos sorridentes, seus colegas sentiam raiva e inveja de sua felicidade, enquanto ela mesma se sentia solitária e triste por estar longe.
O texto menciona expressões de sentimentos fortes das pessoas pesquisadas como “olho gordo”, inveja, pseudo-felicidade, raiva, sensação de fracasso ante o sucesso dos demais, irritação com a beleza do outro, e muitas mais.
O levantamento, feito com cerca de 600 usuários assíduos do Facebook, mostrou ainda que mais de 30% dos entrevistados sentem desgosto frente à constatação de que os amigos on-line levam uma vida melhor que a deles.
Não me assustam os sentimentos das pessoas. Aos cincoenta e dois anos de idade, estou preparado para tudo. Minha surpresa se deu pelo fato simples de alguém ter tido a coragem de abordar o tema das emoções mais grosseiras e naturais dos seres humanos numa rede social. Durante vários anos eu tenho abordado exatamente isto referente ao ambiente de trabalho e me esforçado para mostrar quanto é obstáculo real para se atingir os objetivos das pessoas em suas carreiras e para a busca das metas das empresas.
Os funcionários se preocupam demais com suas competências técnicas e quase nada com o refinamento de suas emoções. No ambiente de trabalho existe competição, frustração, decepção de uns com o sucesso de outros, e até o desejo de provocar tropeços na carreira dos demais em favor de sua satisfação pessoal.
Quando escrevi e lancei o meu livro “Torta de Chocolate não Mata a Fome”,  desenvolvi nele uma sequência de temas que visam capacitar o leitor a superar a maioria destes obstáculos, presentes em qualquer local onde existem pessoas e relacionamentos.
Fica aqui a indicação uma vez mais. Leia o livro “Torta de Chocolate não Mata a Fome”. Coloque princípios ali preconizados em prática. Insista nisso. Aperfeiçoe-se e vença de verdade e completamente – não só pelo seu desempenho técnico!
______________________ 

Abraham Shapiro é consultor e coach de líderes. Sua filosofia de trabalho, em uma só palavra, é simplicidade. É autor do livro "Torta de Chocolate não Mata a Fome - Inspirações para a Vida, o Trabalho e os Relacionamentos", Editora nVersos, 2012. Contatos: shapiro@shapiro.com.br ou (43) 8814 1473