13 de fev de 2013

MERCHANDISING E CONSUMO VIRAL

ABRAHAM SHAPIRO


A palavra "novo" é fascinante sobre o ser humano. Um novo item ou tecnologia, uma nova versão de qualquer coisa, um novo design ou layout é mágico.
Introduza algo novo no mercado e as pessoas estarão imediatamente curiosas a respeito. Uma prova disso é a saudação popular em que se diz: "O que há de novo?", em vez do tradicional: “Olá, como vai?”.  Esteja certo de que você  jamais ouvirá alguém dizer: "O que há de velho?".
Sempre que um novo produto ou serviço entra em cena existe uma possibilidade dele se converter numa "tendência". E se uma nova tendência atrair o interesse do consumidor existirá a probabilidade dela se tornar viral e se espalhar em ritmo crescente entre os vários grupos de pessoas coligadas a este consumidor. Isso pode definir a demanda e a perenidade de um produto, além de ampliar sua venda a níveis surpreendentemente altos.
O comportamento do consumidor é algo que muda tanto com o tempo quanto com sua situação econômica. Se a economia vai bem, ele consome de um modo; se vai mal, de outro modo. Mas consome sempre!
Em qualquer que seja o cenário, o papel do varejista consiste em comunicar ao mercado e aos consumidores tudo o que é possível sobre seus produtos.
Mas parece que só os bons varejistas se preocupam com isso. O que observo é o baixo interesse das demais empresas em contar a seus consumidores-alvo os  atributos, vantagens e benefícios dos produtos que comercializam ou produzem. Elas imaginam ser isto uma obrigação do consumidor – um engano terrível e lastimável!  É fútil dizer que consumidor nenhum tem tempo ou paciência para investir em conhecer um produto. Ele compra o que aprende com a propaganda ou com os meios indicativos.
A solução para este impasse é o merchandising.  Há, hoje, no Brasil, empresas especializadas em serviços completos de merchandising. Se você ainda não conhece, já se atrasou em experimentar os benefícios que elas oferecem e virar o jogo do consumo a seu favor.
Você não vende? Mostre o seu produto ao mercado. Dê destaque a ele. Contrate promotores de venda, degustadores; promova eventos que expliquem tudo o que há de novo e bom nele. Empregue o tempo inteligente e habilidoso do merchandising para atrair os clientes potenciais mais próximos que você ainda não atingiu. Sua concorrência sabia disso bem antes de você. E é por isso que ela está na frente!  
Anote aí e repita este mantra: “Merchandising é o componente mais importante para o sucesso na venda de qualquer produto”. E você não é exceção a esta regra!
______________________ 

Abraham Shapiro é consultor e coach de líderes. Sua filosofia de trabalho, em uma só palavra, é simplicidade. É autor do livro "Torta de Chocolate não Mata a Fome - Inspirações para a Vida, o Trabalho e os Relacionamentos", Editora nVersos, 2012. Contatos: shapiro@shapiro.com.br ou (43) 8814 1473